sábado, maio 17

Mensagem recebida


...

"Sei que este amor é excessivo e deveria poder controlá-lo (ninguém esgota ninguém) que posso eu contra o facto de tu viveres sempre o presente e estares bem onde estás, com quem estás...

...
"Simplesmente sofro. Um dia acordarei talvez de olhos secos e frios e dir-me-ei: consigo viver por mim e sorrir sem ti e olhar a vida como um jardim ligeiro, onde há plantas e flores voltadas para mim. Conseguirei?"

...
"Agora dirás talvez a outro as palavras que nunca me disseste."

...
"E tu porque não vens ter comigo, mesmo que seja em sonho, agora que as bungavílias começam a acordar em banho de roxo e ouro pálido e do céu baixo se solta um vento quase caricioso, que vai deixando dedadas mornas por aí."

...
"Sei que numa relação desigual como a nossa...é preciso aceitar e fruir tudo o que me dás e nada exigir. Mas dentro de mim, embora nunca o exprima, exijo tudo e muito mais."

...
"Acabaria provavelmente por te perder, mesmo que não tivesses colocado entre nós este espaço tão grande, tão cruel, de silêncio,..."

...
"Tenho medo dos sonhos. até a minha escrita é confusa, como se fora a dor de um outro que me faz escrever."

...
"Dias de lenta tristeza, entre o desespero e a conformação."

...
"Fico... esmoendo lembranças, a querer-me desprender deste peso contínuo, desta mágoa, desta ideia obsessiva.
Deste amor."

...

em "Margem da Ausência", de Urbano Tavares Rodrigues


9 comentários:

Iveta disse...

"Dias de lenta tristeza, entre o desespero e a conformação."
mensagem recebida...

haere mai disse...

"Tenho medo dos sonhos, até a minha escrita é confusa, como se fora a dor de um outro que me faz escrever."
Reencaminhar mensagem»»»»»»»»»»

Teresa Lopes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
siam ue disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Um Novo Olhar disse...

Um poema que revela as emoções contidas em corpos incandescentes, onde um só "Sopro Largo" nos consome.

Beijos

Um Novo Olhar disse...

Sim, já vi que sim. Um azul inconfundível... Pode até ser que me tenhas descoberto através desse azul?
Um beijo meu

Giovenale Nino Sassi disse...

Urbano Tavares Rodrigues, se não me engano, não só narra o amor eo desespero.
Pegue os leitores a refletir sobre o futuro da sociedade contemporânea e levanta algumas questões, tais como os efeitos do capitalismo neoliberal tem na vida das pessoas.
E "críticos de um sistema de governo da sociedade que incentiva cada vez mais a lógica de sucesso e de realização de receitas em detrimento da liberdade, aqueles verdade.
É "um grande autor.
Obrigado por avermelo relatados.
(Meu Português é mau…… Tenho medo de gravar disparates)

Giovenale Nino Sassi disse...

The birth of Nazism second Berthold Brecht

"A day came to take the gypsies and I was pleased because rubacchiavano.
When they came to take Jews and not said anything, because I was antipatici.
Were to take even the communists and I said nothing because I was not Communist.
At the end came to take me and there was no one left to prevent it. "

Berthold Brecht

(English is not good poetry beautiful)

VÓNY FERREIRA disse...

Só o facto de escolheres e belo texto revela a tua sensibilidade enorme, Ana.
Lindo!
Beijinhos para ti, querida amiga