sexta-feira, dezembro 19

Papel de música



Cabelos nos olhos
lágrimas no chão
a pele seca de tanto Sol
e a água demasiado fria
mas que não arrefece o coração.

Tantos olhares de ontem
tanta dança perdida
de música detestada
e a liberdade livre
livre demais
para ficar presa em mim.

Sonhos infantis
cor do ursinho amarelo
que todas as crianças amam
um respirar fundo
até á resina dos pinheiros...

...um amigo
aqui e além
de olhos castanhos de timidez
e eu
a não conseguir esquecer-te
e a amar-te cada vez mais.

Continuo a correr atrás das borboletas
(de pés molhados na terra fofa)

Pode ser que elas me levem até ti...

Na mão
um chapéu de palha
(de fita azul rebelde)
uns calções sujos,
os pés nus e queimados
algumas lágrimas na camisola...

...os cabelos livres
e
muito vento no olhar...

11 comentários:

LuzdeLua disse...

Senhor,
quero neste Natal
armar uma árvore dentro do meu coração
e nela pendurar,
em vez de presentes,
os nomes de todos os meus amigos.
Os amigos de longe e os de perto.
Os antigos e os mais recentes.
Os que vejo a cada dia e os que raramente encontro.
Os sempre lembrados e os que as vezes ficam esquecidos.
Os constantes e os intermitentes.
Os das horas difíceis e os das horas alegres.
Os que sem querer magoei ou, sem querer me magoaram.
Aqueles a quem conheço profundamente e aqueles que me são conhecidos apenas pelas aparências.
Os que pouco me devem e aqueles a quem muito devo.
Meus amigos humildes e meus amigos importantes.
Os nomes de todos os que já passaram pela minha vida.
Uma árvore de raízes muito profundas,
para que seus nomes
nunca mais sejam arrancados do meu coração.
De ramos muito extensos,
para que novos nomes,
vindos de todas as partes,
venham juntar-se aos existentes.
De sombra muito agradável,
para que nossa amizade seja um momento de repouso,
nas lutas da vida.

Que o Natal esteja vivo
em cada dia do Ano Novo que se inicia,
para que as luzes e cores da vida
estejam presentes em toda a nossa existência,
e concretizem com a ajuda de Deus,
todos os nossos desejos.

Feliz Natal!
Beijos com carinho

Paulo Lopes disse...

Segue as borboletas o que habitualmente é como perseguir sonhos que não levam a lado nenhum, no teu caso acredito que talvez levem a todo o lado, baralhadas que ficam, azimutes confundidos pelo magnetismo fundamental.

Portanto ainda bem que transportas esse vento no olhar é verdade eu já o vi, o olhar, não o vento, que esse só é visível para os honoráveis companheiros de brincadeira dos ursinhos amarelos.

Eduardo Aleixo disse...

Corre atrás das borboletas, corre, que o vento te leve com elas ao encontro do amor, da paz e da beleza. Bom Natal. Gostei da visita. E retribuo. Beijinhos. Eduardo

hfm disse...

Belo!

utopia das palavras disse...

Num olhar de vento
que se quer
no sustento
e voando
vais sonhando...!

Um beijo grande e Feliz Natal

Mariz disse...

Querida!
Não entendi muito bem o que ão é de pretendeu dizer-me...
Porém venho dizer-lhe que não deve dar importância aos efeitos, mas sim á CAUSA que os produziu!
Se a causa é o motivo de todos os poemas que venho lendo...isso não caracteriza uma pessoa "apaixonada" como diz ser no seu "curiculum" emotivo.
O espírito seu deve de certo tê-la alertado várias vezes...mas as suas palavras como são o espelho dos seus pensamentos, não são positivas...logo, não conegue OUVIR-SE!
fique serena, calma, tranquíla, equilibrada e ouça o que o seu silêncio interior lhe diz...está aí a chave para todos os problemas...e ele nunca a abandona.
sobretudo AME-SE. mas AME-Se MESMO! Verá que irradiará felicidade sem necessecitar de pessoas, coisas ou situações exteriores que a façam feliz e radiante!

Beijinos meus
Feliz Natal.
MAriz

Haere Mai disse...

Boas festas
..........._
...........{_}
......... /......\\\\
........ /........\\\\
....... /_____\\\\
.... {`______`}
....././..o....o..\\\\.\\\\
...(....(__O__)...)
...{.........u....`-“}
... {..................}
.... /{..............}\\\\
... /....“............“...\\\\
.. /_/......`“`.....\\\\_\\\\
{__}##[ ]##{__}
.(_/\\\\________/\\\\_)
.......|___|___|
...........|--|--|
........(__)`(__) HO , HO, HO
BEIJO AZUL

Gasolina disse...

Desejos de um Natal fantástico.

Um beijo

Mª Dolores Marques disse...

Da minha janela aberta para o mar
Invento o novo céu dos poetas....


Um céu onte te encontras em vivências paraleas, na construção de sonhos, onde tudo és e fazes acontecer


Feliz Natal

Sininho disse...

Quase me deitou lágrimas dos olhos
(Já me habituei a negá-las)

Que lindo que ficou este poema!
Uma recordação tão presente mas sentida na alma de uma criança, que sofre, como nenhuma pessoa madura consegue sofrer...

Esta é a chave do amor!
Amar e ve^-lo ir sem olhar para trás...

Um Beijo enternecido e um feliz natal*

mfc disse...

Cá dentro continua a existir aquela criança que nos fez sorrir há muito!