quarta-feira, dezembro 10

Praia secreta

Fotografia de Paulo Lopes



Regresso.
Os pés, o peito e as mãos em ferida.

Regresso.
Estico as pernas, endireito-me,
busco conforto
numa posição em que te possa pensar sem soluços...
A música continua intensa
nos passos de
dança que jamais teremos.

Regresso
em ferida, dividida, desnorteada.
Regresso
ao abraço morno do meu amor de sempre
e para sempre,
meu marido
amigo,
que mesmo sem saber

me segura as lágrimas
e os sonhos,
meu amigo que me ama

mesmo sem me entender.

Regresso.

Deambulo pela floresta em fogo
queimam-se todos os sonhos em cinza

no meu peito
a dor antiga.


Regresso...quando partirei de novo?

16 comentários:

Utopia das Palavras disse...

Bela declaração de amor!!!

E sempre
acabas
por
regressar...!

Achei lindo
um beijo

Teresa do Mar disse...

Sempre se regressa. Basta pensar amor.

Um beijo

Paulo Lopes disse...

Nada como a ausência para condimentar o regresso.

Na minha vida de marinheiro achei durante muito tempo que o melhor barco era sempre aquele que voltava mais depressa ao porto de abrigo. Só bastante mais tarde entendi que, não andando no mar contrariado, não fazia sentido procurar as viagens mais curtas.

Uma coisa entendo bem, o conforto de ter esse porto de abrigo, seguro e confortável à espera. Um porto para onde regressar, é o que dá sentido à viagem.

Beijo

mié disse...

a vida não é fácil...


difícil conjugar verbos uns de fogo outros água. morna.

regressas quando for imperativo.

Um beijo

terno

Mariz disse...

Amor carregando Cruz?
Foi o que senti...
desgaste sem regresso...?
Alento!
Espera(nça)!
(In)definição!

Beijo
MAriz

Maria disse...

Apetece-me perguntar "porque regressamos sempre"?
E porque continuamos a partir... sempre?

Um beijo

Teresa Durães disse...

uma excelente homenagem!

Graça Pires disse...

Regressar em ferida, mesmo sabendo
que se volta a partir...
Um beijo.

Rituais Sem Nome disse...

Um regresso como tantos outros, em que muitos braços nos esperam. Nunhum é mais caloroso do que o outro. Só está mais perto

Gostei deste poema, pela dedicação

Bjs
Dolores

Giovenale disse...

Que a comemoração da descida do Filho de Deus na terra é para todos fonte de alegria e de esperança para todos os dias da vida.
Felicidade, saúde e paz. Palavras de amor turno do dia ... todos os dias ... para Multos Idoso!

mateo disse...

Partir de novo?
Para um novo regresso?
É isso... Porque não?
Beijos.

mfc disse...

Partimos para poder regressar.

Anónimo disse...

Regressos
pARTIDAS

Fazem de ti
uma contante

viagem
Aos sonhos
desejos
estares
anciedades
descobertas.
São caminhos pautados de música,
de sons ...
aqueles sons
que só se ouvem,
quando o sol brilha
e a noite aquece o desejo
de voltar ou partir.

beijos A n aMar


São os caminhos pautados de desejos

Sininho disse...

Soa que esse regresso não sejamuito desejado...

"Maus, são todos os homens, a diferença está na maneira como o são!!"
Jose Saramago

Um Doce Beijo

pin gente disse...

parte quando quiseres desde que seja para voltar.


ps - desculpa se não te agradeci o teu mimo... penso que só hoje vi. muito obrigada

Princesa disse...

Regressamos sempre por amor...