domingo, julho 19

Passagem

Fotografia de Marta Borges




Parada.

No cimo da montanha
um pé a seguir ao outro
o abismo
atracção
voar numa libertação irreversível
como as lágrimas entornadas em dias por viver
fuga
sem regresso
sem sentido
sem reverso
a moeda de troca sem valor.

Pingo de chuva
água de mel
ardor
ferida aberta
a descida exige mais esforço
o declive perigoso
o passo mais difícil é o ultimo
(e não o primeiro)
transpor o penedo invisível
passar o rio seco
sem ponte
sem medo
e eu descalça e a terra a entrar em mim...

Misturo-me com as raízes e fico mais um pouco.

18 comentários:

Maria disse...

Primeiro fiquei sem palavras.
Depois li-te novamente e... digo-te que voltaste em grande, porque deixar a terra entrar em ti é muito bonito. Tão bonito como te misturares com as raízes e ficars. ainda que só por mais um pouco...

Um beijo

PAS[Ç]SOS disse...

A busca do amanhã sem retorno
A busca sem receio
O arriscar no amanhã para consolidar as raízes de hoje e plantar o futuro.

Nitrox disse...

Acho que o 1º passo é sempre o mais difícil, como disse Confúncio uma viagem de mil quilómetros começa com um simples passo.

Fica bem.

LBardo disse...

Dois pedaços de letras com dor.

O passo mais dificil é o último? Não creio... e todas as pegadas até aí?


Volta. Não para trás. Para outro caminho a desbravar.





bj.do meu parapeito

Teresa Durães disse...

a mistura com as raízes dão-nos o sentir do pulsar da terra

Vocas disse...

Que bonito...

Graça Pires disse...

"So quem sobe à montanha toca o céu", diz Torga. Lembrei-me dele a propósito deste poema com palavras desafiadoras do abismo...Muito belo!
Beijos.

A.S. disse...

Montanha!
Hino supremo à imortalidade
Arrasadora e telúrica erecção
Feita da substância da eternidade
Onde as pedras parecem ter vontade
De fecundar o seu próprio chão

(Excerto do poema Montanha, do meu livro "Gotas de Luz")


Para ti Anamar, com um beijo!

Susn F. disse...

Adorei esta passagem. Um mergulho na Natureza.

Beijinhos

Carla disse...

"e a terra a entrar em mim"
como adoro esta sensação
beijo doce

maria m. disse...

a ânsia de «voar numa libertação irreversível» num belo poema.

bjs.

Vento disse...

O último passo será sempre o mais dificil... mas há tantos sentires que nos faltam viver...

beijo

Quase nos 50 disse...

Constato que o "retiro" está a ter frutos.....a comunhão com o Universo é a raiz de toda a felicidade e equilibrio.
Gostei de ler.
Beijos

A Flor do Sul عبد الحكيم زهرة الجنوب disse...

O abismo atrai mesmo. Obrigado pelo carinho.

Sabes... tudo o que eu disser será pequeno perto da tua sebedoria. Obrigado pela força. Estou preso à vida. Não consegui.

pin gente disse...

detive-me..
na beira da falésia!
avanço...
num passo dado,
pensado,
ensaiado,
no horizonte projectado.
um passo puro,
seguro,
maduro,
sem busca do escuro.
um passo sereno,
terreno,
em nada pequeno.
avanço...
num passo completamente controlada.
apenas para melhor olhar o fim do mundo!


beijos

preto [e] branco disse...

O primeiro passo é sempre difícil e, no acontecer, quando se chega ao último não se quer sair.
É o "misturar nas raízes" e o sentir da terra que não se quer deixar.

bj...nho

Tchi disse...

Vencer até ao último passo, a luta dos dias.

Beijinhos.

lupussignatus disse...

montanhas

que

nos

atravessam


[terra-mãe]



*bom-fim-de-
semana*