terça-feira, outubro 20

Norte



Saboreias(-me)


bagas brancas

do Sol raiado

camarinha


amor jamais renegado

apenas olvidado

pela insensatez

surdez e teimosia

a amizade é a mais pura forma de amar

casa vazia


pinhal em corte raso

amarillis


alfazema


rosmaninho


vinho


Porto Reserva


vintage


sei o (meu) Norte


amor dividido pela multiplicação da paixão


a sorte


de permanecer no coração


de quem me ama sem explicação


amor aprendido


sem ilusão


o Sul na palma da mão


de dedos de menina


que crescem para os cabelos ondulados


da infância perdida


dividida


e o Sul cada vez mais distante


decidido ou hesitante


construindo imagens novas


provas de peliculas antigas


retoques mal-me-quer


num gostar a mosto


(A)gosto


de qualquer mulher.


15 comentários:

Chris disse...

Interessante a forma como as palavras se entrelaçam... gostei
Um abraço
Chris

Maria disse...

No fim-de-semana o sul ficará mais próximo...
Gosto do teu jogo de palavras, (a)gosto de mulher-mosto!

Beijos

Nitrox32 disse...

Estou a viver um período em que a palavra AMOR apenas me traz dor. Mas é um belo poema.

PAS[Ç]SOS disse...

O sorriso dum amor que cria raízes, presas em aromas e sabores, que não precisa de nos abrir as pálpebras para que saibamos onde é o Norte, nem para que não percamos o calor de Agosto.

Laura disse...

Gostei muito.

Baila sem peso disse...

"...a amizade a mais pura forma de amar..."
com a sorte a acompanhar
a quem por nós os dedos entrelaça
num bem-me-quer de cheiro a A(gosto)
que no Outono se pode apanhar!

Gostei deste gostar :)
Beijinho na gotinha de hoje, no ar!

uminuto disse...

gosto entrelaçado de mulher que gostei imenso
um beijo

NUNO RAMOS disse...

Para quem gosta de recordar o nosso clube em imagens, recordando as nossas vitórias e glórias, visite o Armazém Leonino. Julgo que passará alguns momentos nostalgicos. Peço desculpa pela intromissão!

http://armazemleonino.blogspot.com

para apaixonados por cromos,jornais antigos, relatos de futebol, revistas antigas, etc... visite!

Canto da Boca disse...

Ora bem, é tão delicioso o seu jogo semântico, que salta aos olhos dos teus leitores, sentimos logo na primeira linha.

Mas confesso, amo o meu NOrte, o meu Porto, o meu rumo, risos. Embra o Sul seja lindo.

Um beijo!

MZ disse...

Hoje tenho o sul na palma da mão e a saudade do Norte!

gostei mto Anamar

beijinho

O LOBO de....POTT disse...

O Norte ..o Sul

Não aprecio poesia.
Os poetas são como os perfumes:se não pertencem a uma boa marca,cheiram mal.
Não é o caso,francamente achei o poema lindíssimo.

Ana e Mar Norte e Sul...muito bonito..

Um beijo do

LOBO

José Rui Fernandes disse...

A Amizade, o Amor, a Paixão, todos plenos de aromas! Quase um poema bucólico! Gostei!

Vai um Moscatel em Eu conto?

Um beijo,
José Rui

poetaeusou . . . disse...

*
belo poema,
,
a mulher
de Norte a Sul . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Nilson Barcelli disse...

Escreveste um poema fantástico, querida amiga. Gostei imenso.
Até talves concorde contigo, quando afirmas que "a amizade é a mais pura forma de amar"...
Beijos.

maria m. disse...

sempre muito ritmados e musicais os teus poemas :)

abraço.