quarta-feira, julho 27

O Canto do Cisne



Crisálidas dementes



-e-n-c-r-espadas



salientes no desespero da liberdade



rasgam-se véus de teias



murcham pétalas



ideias



veneno anil



sol e sal



lamento visceral



putrefacta a alma do poeta maldito.





Sou poema proibido



lago



rio esquecido



mar de lama afrodisíaca



sangue e suor



sou s.u.s.p.i.r.o



(e respiro)



onde te passeias



em voos rasantes



enquanto morro em ti.



11 comentários:

Maria disse...

Soberbo!!!!!!
E saudades de te ler :)))

Beijo.

BRANCAMAR disse...

Anamar,

Gostei muito quer da imagem fotográfica, quer das imagens metafóricas do poema.

Deixo beijinhos

mfc disse...

Forte e lindo!
Alegoricamente belo.

observatory disse...

<3

Filipe Campos Melo disse...

Como crisália que se abre em verso
Entre opostos e depostos sinais

"Sou poema proibido
lago
rio esquecido
mar de lama afrodisíaca
sangue e suor
sou s.u.s.p.i.r.o
(e respiro)
onde te passeias
em voos rasantes
enquanto morro em ti."

A segunda parte, que cito, está absolutamente sublime.

Bjo.

Graça disse...

Bem!!!! que saudades de te ler, nesta força que te é essência e que marcas nas palavras. Adorei.


Beijo imenso de carinho, querida Ana.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, gostei muito da fotografia e do belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

N. Barcelli disse...

"Sou poema proibido
lago
rio esquecido
mar de lama afrodisíaca..."
A tua poesia é excelente.
Gostei imenso deste teu poema.
Beijo, querida amiga.

Canto da Boca disse...

Ana, como eu gostaria de ter escrito esse poema!

A figura da crisálida, retrata bem o meu momento atual. Não sei se ratificação ou inconsciência, o fato é que carrego no pescoço um cordão com um pingente de uma crisálida, e este nunca sai do meu pescoço.

Beijo.

Lá no Canto a sua presença é sempre uma alegria, e quanto a ter posse sobre alguém, é só uma figura de retórica, rs.

;)))

Ana Tapadas disse...

Excelente. Visualista, ritmo excelente. Gostei muito.

bj

OUTONO disse...

...quanta metáfora...quanto prazer..que devoro em leitura compulsiva!!!!